Anuncie com Anonymous Ads

quinta-feira, 1 de março de 2018

O Surrupião, O Grilo E Eu No Fundo Do Vale

Eu desci até o fundo do vale
Para saber aonde anda você
É onde se acha alguém
Que não quer esconder-se

O canto do surrupião, escutar
O raio quente, do sol, sentir
O perfume das flores, no ar
Gostaria de ver-lhe sorrir

Deitado, aprecio a tarde cair
Sentindo a noite chegar,
Vejo os moradores aqui

A brisa suave, tocou-me a pele
E sob a serenata do grilo,
O meu corpo adormece

Nenhum comentário:

Postar um comentário